Asha caindo…

by

A consequência desta queda foi uma lesão que eu achei que iria embora logo e não era grave, mas que na verdade ainda está aqui e agora é responsável pelo meu afastamento, a ida aos médicos e a fisioterapia.

Durante este ano eu tenho mancado depois de patinar e tive que ”editar” meus movimentos na patinação e reduzir minhas horas de aula por dia na semana. Eu tenho fortes dores quando patino, ando ou me movimento, por meses eu as ignorei, chamando-as apenas de ”pontadas”

Eu patinei durante o verão Europeu e me mantive forte com minha yoga.
Mas não melhorou.

Eu estou agora descansando da patinação, fazendo fisioterapia, yoga e observando os resultados. Eu não estou mais mancando e isso é ótimo!

Quando eu olho este video do exato momento em que eu me lesionei eu posso ver exatamente o que eu fiz errado. Ao invés de colocar a maior parte do meu peso na perna de apoio
(posicionando minha cabeça e tronco sobre minha coxa esquerda) você pode ver minha cabeça indo para dentro (para minha direita) e não estando sobre o meu patins esquerdo.Se o Powerslide não esta corretamente 85% / 15% não vai dar certo.

Esta foto mostra meu erro mais claramente. Aos 0:05 minutos você pode ver que a flexão do meu joelho esquerdo está incorreta. A parte da frente do meu joelho DEVERIA estar cobrindo meus dedos e minha canela (como eu digo sempre aos meus alunos) deveria estar empurrando a presilha do calcanhar. Nenhuma das duas coisas aconteceu o que confirma que meu peso não estava corretamente na minha perna de apoio.

Asha-falls-over

A razão pela qual eu não coloquei minha cabeça e corpo sobre minha coxa esquerda é muito simples. Meus músculos da coxa esquerda estavam exaustos de ter filmado powerslides durante todo o dia. (Eu acho que eu fiz mais de 150 power lides naquela manhã em baixo de 40 graus e por 5 horas). Então para “poupar” meus musculos, eu movi minha cabeça para longe da minha perna de apoio. Tudo isso aconteceu inconcientemente é claro, e num flash.

Por que eu estou compartilhando esta história? Eu acho que as pessoas olham os meus vídeos e acham que eu nunca caio. Estes momentos são raros por que eu não estou acostumada a me forçar, mas nos sabemos que o cansaço (metal e físico) podem impactar na nossa patinação a não ser que nós estejamos conscientes do nosso próprio nível de energia. Tenha cuidado quando você sabe que está cansado e tente parar e descansar. A ironia para mim é que eu sabia que estava cansada, mas era no nosso último dia de filmagem e antes de deixar o Brasil então eu quis terminar.

Mesmo patinadores experiêntes como eu cometem erros técnicos quando estamos cansados e não estamos focados propriamente no que estamos fazendo. Mas eu acho que este vídeo mostra algo muito importante. Não importa quem você é ou o que você está fazendo, se a sua técnica não está correta, você pode estar arriscando uma lesão.

A maioria das quedas não são sérias, mas cada queda tem um risco de ser potencialmente doloria e causar lesões. Nós raramente caimos ´por acidente´. Geralmente é alguma coisa que está faltando na técnica ou na execução.

No meu caso a exaustão também interferiu, mas é também interessante notar que este é o meu lado fraco para esta técnica, então precisaria existir mais foco neste lado que no meu lado favorito e naquele momento, meu foco não estava lá.

As lições pessoais que eu tiro dessa lesão são inúmeras. Estou aprendendo que eu tenho que cuidar mais do meu corpo descansando, se eu quiser continuar com esse trabalho que eu amo. Meu trabalho requer que o meu corpo esteja em forma, saudável e sem lesões e eu sei que isso leva tempo para se manter mas por fim, isso está se tornando uma jornada de descobrimento sobre os meus próprios limites, auto-expectativas e auto-compaixão.

Eu acredito que as lesões ou doenças estão aqui para nos ensinar difíceis e valiosas lições pessoais então eu continuo abraçando os ensinamentos do meu corpo com amor, apesar das incoviniencias e dores. Talvez o grande sentimento que eu tenho sobre esse processo é gratidude. Gratitude pelo meu corpo pelos 15 anos de patinação sem reclamações os quais me trouxeram muitas alegrias e satisfações.

Aida terei muitos anos de patinação pela frentee, disso eu tenho a certeza.

Espero que este vídeo vá inspirá-lo a melhorar sua patinação através da procura de uma compreensão do que é a técnica correta e como você está perto de alcançá-la. Quanto mais conscientes estivermos em nossa rodas, mas seguros estaremos.

Leave a Reply